Soluções de videoconferência para empresas: o que considerar antes de escolher a melhor?

A adição de softwares aos processos internos das empresas deve tornar o trabalho mais inteligente, além de garantir a segurança e privacidade dos colaboradores. Contudo, infelizmente, esse nem sempre é o caso. Aplicações não confiáveis podem resultar em problemas graves, especialmente, para os profissionais de TI, que precisam auxiliar usuários frustrados ou resolver questões técnicas.

Assim, no que diz respeito ao uso de softwares de videoconferência, que são cada vez mais utilizados diariamente, principalmente com as necessidades de isolamento social impostas pelo novo coronavírus, a escolha da plataforma certa deve manter os colaboradores conectados sem problemas recorrentes, garantindo a segurança e a privacidade dos dados da sua empresa, e reduzindo o número de tíquetes de suporte a serem direcionados à equipe de TI.

Para ajudar você a escolher a melhor ferramenta, explicamos abaixo, as principais brechas encontradas, recentemente, em alguns apps de videoconferência e quais são os diferenciais que devem ser considerados ao escolher a melhor solução para sua empresa. Não perca!

Conheça algumas falhas graves que podem ocorrer em softwares de videoconferência não confiáveis

Com o aumento da popularidade de videoconferências devido à pandemia da Covid-19, ao mesmo tempo, surgiram problemas de privacidade e segurança de dados, que foram evidenciados em algumas ferramentas gratuitas.

Conheça algumas das vulnerabilidades exploradas por invasores e detectadas por especialistas em segurança cibernética abaixo:

  • Falta de uma criptografia de ponta a ponta, causando vazamento de milhares de e-mails de usuários;
  • Acesso à câmera e ao microfone de usuários, bem como aos conteúdos das reuniões transmitidas por videoconferência;
  • Invasões de videoconferências com imagens impróprias, que envolvem pornografia, violência e outros assuntos polêmicos;
  • Possibilidade de uso por cibercriminosos de registro de domínios com o termo “nome do aplicativo de videoconferência” como parte dos nomes de domínio, situação que induz os usuários a baixarem executáveis ​​maliciosos;
  • compartilhamento sem permissão de informações sigilosas em redes sociais. Isto é, vazamento de informações no Facebook, independente do usuário ter ou não conta na rede social. Nesse caso específico, as informações vazadas foram associadas pelos cibercriminosos ao celular que o app estava sendo utilizado, como tamanho da tela, operadora, modelo, entre outros.

De fato, as práticas e políticas de segurança de dados incorporadas aos aplicativos e serviços usados no trabalho são extremamente importantes e podem ter consequências reais, se não forem priorizadas pelos fornecedores com os quais você faz parceria.

Além disso, empresas têm enfrentados problemas quanto à resolução e o tempo de atividades dos sistemas escolhidos, que são dois pontos essenciais para garantir a continuidade do trabalho, principalmente, em regime remoto, uma tendência que veio para ficar, mesmo no período pós-pandemia.

Nesse sentido, é fundamental contar com uma solução que ofereça recursos, que tornem o trabalho mais simples e tenha um atendimento técnico disponível para quaisquer dúvidas ou problemas.

Como escolher uma solução de videoconferência?

Como explicamos acima, a videoconferência é uma ferramenta valiosa que possibilita a colaboração interna, a comunicação e a apresentação de tarefas e projetos.

Dessa forma, a escolha de uma plataforma confiável ainda oferece o duplo benefício de capacitar os usuários a se comunicarem efetivamente com as suas equipes e clientes, além de facilitar o trabalho do departamento de TI.

Assim, um bom serviço de conferência deve funcionar sem causar estresse adicional ao usuário final ou ao departamento de TI. Para isso, é essencial considerar as dicas, a seguir, na hora de escolher sua solução de videoconferência:

1. Considere sempre segurança e privacidade

Os dados da sua empresa, inclusive informações sigilosas, trafegam em suas chamadas de videoconferência. Por esse motivo, a equipe de TI precisa estar continuamente preocupada com a segurança cibernética e a possibilidade de violações de dados que afetam as organizações, em geral.

Assim, quando uma plataforma de videoconferência toma as medidas necessárias para evitar armadilhas de segurança, a equipe de TI pode se concentrar em possíveis vulnerabilidades em outros lugares. Por isso, fique atento aos seguintes questionamentos, antes de escolher a solução para a sua corporação:

  • O que o seu provedor de videoconferência fará para garantir que suas comunicações sejam protegidas?
  • Seus fluxos de vídeo são criptografados para impedir que outras pessoas os acessem a distância?
  • Você pode ter controle total sobre quem entra em suas reuniões a qualquer momento?
  • Para fins de conformidade, quais são suas opções quando se trata de gravar reuniões e mantê-las armazenadas em algum lugar seguro, como na nuvem?

2. Lembre-se da resolução

A qualidade do vídeo que podemos obter em nossos ambientes de conferência está aumentando o tempo todo, não é mesmo?

Em outras palavras, já vimos a chegada da videoconferência em 4K e ainda novos terminais surgindo diariamente para fornecer imagens mais detalhadas para os usuários comuns. Se tudo isso não bastasse, a ascensão do 5G como um novo padrão de conectividade significa que também podemos esperar por reuniões cada vez melhores no ambiente mobile.

Dessa forma, ao procurar o provedor de videoconferência ideal para a sua empresa, verifique se a qualidade da ferramenta corresponde às suas necessidades.

Não se esqueça de considerar também a qualidade do áudio. Ou seja, só porque o vídeo está disponível em alta qualidade, não significa que a sua empresa deve abrir mão da clareza da conversa.

3. Procure por recursos que realmente agregam valor

As soluções de videoconferência líderes do mercado oferecem muito mais do que apenas uma conexão de vídeo e áudio entre dois ou mais participantes. Segundo o Quadrante Mágico do Gartner, que elegeu a Cisco pelo 12° ano consecutivo como líder em soluções de videoconferência, elas “são ferramentas de colaboração que dão suporte às interações entre os participantes para o trabalho diário em equipe, apresentações, treinamento e webinars”.

Além da excelente qualidade de imagem e áudio, vale a pena consultar seu provedor de videoconferência, sobretudo, para checar se ele pode oferecer recursos extras para aumentar a produtividade e a eficiência.

Por exemplo, você pode compartilhar documentos durante reuniões virtuais para fornecer mais contexto em uma call? Ou você precisará mudar para uma guia diferente para enviar um e-mail enquanto conversa com um colega de trabalho?

Você pode compartilhar a tela e manter o vídeo em exibição ao mesmo tempo em que está conversando com um colaborador?

Sabia que as melhores soluções de videoconferência vão além do vídeo para fornecer tudo, desde bate-papo instantâneo às ferramentas artificialmente inteligentes que podem fazer anotações para você com nada além de um comando de voz?

4. Tempo de atividade

Naturalmente, quanto mais confiável for uma plataforma de videoconferência, menor a probabilidade de que a TI seja solicitada para solucionar problemas técnicos. No entanto, possuir uma maior visibilidade do que acontece na sua solução é essencial para evitar falhas ou corrigi-las o quanto antes.

Dessa forma, mesmo as soluções mais avançadas de videoconferência não transformarão seus negócios, se você não conseguir convencer os membros da sua equipe a usá-los. Por isso, seu software precisa ser o mais acessível possível, com a oportunidade de participar de reuniões em um único clique e sem a necessidade de fazer download de software externo.

Por fim, o efeito da videoconferência nas comunicações humanas é quase comparável ao efeito do telefone há quase um século e meio.

Diante deste cenário, as tecnologias emergentes continuarão aprimorando a videoconferência baseada em nuvem à medida que a solução continua a se tornar parte integrante dos negócios na era digital.

Conheça agora a solução de videoconferência da Cisco, oferecida pela N&DC e veja porque ela foi escolhida como líder de mercado pelo Gartner por 12 anos seguidos!

N&DC Systems IntegrationSoluções de videoconferência para empresas: o que considerar antes de escolher a melhor?
Leia Mais

Firewall de última geração? Veja por que a sua empresa precisa investir nesta solução!

Nos dias de hoje, a complexidade cada vez maior dos ataques cibernéticos e a perspicácia dos hackers modernos exigem tecnologias de segurança reforçadas. No entanto, existem brechas significativas na cobertura de segurança às quais sua empresa pode estar vulnerável, mesmo que tenha um firewall tradicional em operação.

E-mails maliciosos e esquemas de phishing, por exemplo, deixam sua rede suscetível à infiltração, uma vez que esses ataques estão ocultos no próprio conteúdo e, geralmente, são entregues sem serem detectados por um firewall tradicional.

É exatamente para eliminar definitivamente essas lacunas que o Next Generation Firewall (NGFW) foi desenvolvido. Assim, para mostrar a importância do investimento neste tipo de tecnologia, neste post, explicaremos quais as principais ameaças que são barradas pelo NGFW e como essas novas demandas de segurança têm exigido das empresas soluções robustas para garantir a proteção dos dados!

O cenário de ameaças: conheça alguns ataques de última geração

Os últimos anos foram de transformação digital. Os ambientes de rede tradicionais foram alterados pela rápida adoção de novas tecnologias, como infraestrutura em nuvem, aplicativos e serviços, mídia social, virtualização de datacenters, integração de tecnologias de IoT, mobilidade, BYOD e aplicativos relacionados.

No lado oposto, o número de ataques cibernéticos de alto perfil, violações e sequestros de dados são uma prova dos riscos associados a essas alterações.

Assim, desde aproximadamente o ano de 2017, podemos reconhecer que os invasores cibernéticos estão usando a tecnologia mais recente para explorar as vulnerabilidades em sistemas e dispositivos, para iniciar suas cargas úteis e conduzir mega ataques em larga escala, em movimentos rápidos e com vários vetores. Como resultado, ataques de grande escala afetam todos os tipos de organizações e, consequentemente, a reputação dos negócios.

Ponto crítico da evolução da cibersegurança

Hoje, estamos em um ponto crítico da evolução da cibersegurança. Em outras palavras, enfrentamos ameaças que são mais sofisticadas e difíceis de evitar. Ao mesmo tempo, em sentido contrário, embora o nível de risco cresça constantemente, a maioria das organizações ainda usa soluções de segurança da geração passada.

Diante desse cenário, listamos três tipos principais de ataques e suas respectivas finalidades:

  • Computer Network Attack (CNA): é um ataque cibernético para fins de destruição de dados — o maior exemplo são os ataques de ransomware, como o Wannacry, que, em 2017, atingiu mais de 200 mil computadores em todo mundo;
  • Computer Network Exploitation (CNE): é um tipo de ameaça para fins de exploração ou roubo de informações no computador ou rede — exemplos da CNE incluem o Flame, uma enorme ferramenta de espionagem norte-americana usada para coletar informações do Irã e de outros alvos e o Regin, que foi usado para invadir a Comissão Europeia e a Telecom Belgacom, estatal da Bélgica;
  • Computer Network Influence (CNI): ataque para fins de influência psicológica, prejudicando o moral ou influenciando a conscientização pública — temos como exemplo da prática o uso diferente de habilidades cibernéticas como parte da atividade militar e de segurança.

Diante dessa realidade, as empresas não podem deixar o nível de defesa cibernética para trás. Ou seja, existe uma necessidade crescente de proteção cibernética da próxima geração.

Consequentemente, o setor de segurança deve enfrentar o desafio e desenvolver soluções que combinem tecnologia, inteligência e experiência operacionais, que são capazes de impedir ataques reais de próxima geração, em tempo real, e potencialmente mitigá-los antes que eles ocorram.

Next Generation Firewall: conheça a evolução da proteção de dados!

Reduzir custos e pessoal de segurança de TI: é isso que muitas organizações procuram diariamente, certo? No entanto, as ameaças à segurança e os requisitos de conformidade continuam a crescer e a se tornarem ainda mais complexos, como mencionamos acima.

Em resposta, muitas empresas implementaram soluções de segurança únicas de maneira reativa. Por exemplo, elas podem começar com um firewall tradicional para proteger sua rede, implementado um gateway de filtragem de conteúdo da Web e, na sequência, adicionando uma solução de sistema de prevenção de intrusões (IPS/IDS).

Contudo, cada uma dessas soluções pode ter um alto custo e requer um único especialista para administrá-las e gerenciá-las. Assim, aumentando o custo total de propriedade total (TCO). Além disso, essas soluções pontuais podem deixar brechas. Consequentemente, expondo os negócios a possíveis violações de segurança e de conformidade.

Assim, o advento de hardware e núcleos mais rápidos permitiram a consolidação de soluções de segurança independentes em um único dispositivo, que é conhecida como Next Generation Firewall ou NGFW.

O Next Generation Firewall fornece melhorias significativas na proteção em relação aos firewalls tradicionais, principalmente, ao lidar com o cenário de ameaças mais sofisticadas e em rápida mudança, como está ocorrendo nos dias de hoje. Ele permite que organizações de todos os tamanhos façam mais com menos e, portanto, economizem dinheiro.

Como o Next Generation Firewall oferece proteção aprimorada?

Um Next Generation Firewall não é simplesmente a versão ou modelo mais recente de firewalls no mercado. É uma evolução completa, que executa todas as funções tradicionais de firewalls, filtrando o tráfego com base na porta, protocolo, filtros de administração predefinidos, entre outras funcionalidades. Mas, isso é apenas o começo.

Os recursos exatos de um NGFW podem variar, mas todos devem atender a determinados critérios. O Gartner, uma das autoridades mais importantes em TI, define a tecnologia como firewalls que vão além da inspeção e bloqueio de portas/protocolos para adicionar inspeção no nível do aplicativo, prevenção de intrusões e trazer inteligência de fora do firewall.

De várias maneiras, o NGFW combina os recursos dos firewalls tradicionais com os recursos encontrados em ferramentas de segurança adicionais, combinando-os em um pacote eficiente e otimizado. Isso reduz a complexidade enquanto aprimora o controle e melhora o desempenho. Para empresas em que a segurança dos dados e a integridade do sistema são as principais prioridades, é essencial contar com um firewall de última geração.

Notou como os Next Generation Firewalls são uma parte essencial da infraestrutura de TI para que as empresas modernas possam exercer o controle necessário sobre o tráfego de rede com base em atributos valiosos, em vez de valores estáticos arbitrários? O NGFW é dinâmico e em tempo real. Ou seja, exatamente o que as empresas precisam para acompanhar seus ambientes de TI corporativos dinâmicos.

Conheça agora mesmo o Next Generation Firewall da N&DC e descubra como ele é a solução certa para proteger os dados da sua empresa!

N&DC Systems IntegrationFirewall de última geração? Veja por que a sua empresa precisa investir nesta solução!
Leia Mais

Meetup – Desafios do Continuous Delivery e Hands On de Kubernetes com Harness e N&DC

Teremos um Super Meetup com o tema os “Desafios do Continuous Delivery e Hands On de Kubernetes com Harness”.

Esse meetup abordará os desafios que o continuous delivery e sua evolução, tem trazido para as empresas e times de DevOps e SRE. Com a adoção de diversas ferramentas, como alguns desafios estão surgindo e como algumas empresas tem lidado e resolvido.

Além disso o meetup contará com um Hands On com todos os participantes.

Se cadastre no evento usando o link abaixo: https://bit.ly/2Mp9nYM

O evento será transmitido de forma remota na data abaixo: 04/06/2020 das 16:00 as 18:00h

No final do meetup, teremos sorteio de alguns brindes para os participantes.

N&DC Systems IntegrationMeetup – Desafios do Continuous Delivery e Hands On de Kubernetes com Harness e N&DC
Leia Mais

Soluções que damos. Home Office, Saúde Mental e Economia Inteligente

O que você fez quando não deu mais para ir até seu local de trabalho?
Como sua família está sendo cuidada nestes tempos?
Conseguiu colocar em prática, de verdade, aquelas soluções criativas?
O que é muito, e o que é pouco, durante esta pandemia?

Participe de uma roda de conversa sobre soluções que damos em tempo de pandemia, com empresários que vão compartilhar o que está funcionando nas suas organizações para manter a produtividade e o engajamento.

Convidados:
-Marcelo Urbani, Sócio da Nsure
-Rene Rodrigues, Diretor da N&DC
-Stenio Almeida, CEO Fiberglass (Colômbia)

Se cadastrem no evento usando o link abaixo https://bit.ly/3dW2sBX ou pelo QR Code da imagem

N&DC Systems IntegrationSoluções que damos. Home Office, Saúde Mental e Economia Inteligente
Leia Mais

N&DC anuncia parceria com a empresa Harness

É com prazer que a N&DC anuncia parceria com a Harness com sede em São Francisco, EUA empresa com uma solução especializada em “Continuous Delivery”. Com esta parceria, a N&DC amplia seu portfólio de tecnologias e oferece aos seus clientes uma solução que transforma o processo Continuous Delivery agregando valores como automação inteligente da esteira de deploy, auditoria e verificação contínua dos deploys.

Fale com os nossos especialistas e conheça esta solução | +55 11 2050 -1500

N&DC Systems IntegrationN&DC anuncia parceria com a empresa Harness
Leia Mais

COVID-19 – Ambiente colaborativo aliado a qualidade/garantia operacional

Momentos como os que estamos vivenciando com o COVID-19, nos remete a situações nas quais muitas vezes não estávamos preparados.

Isolamento, Home Office, falta de proximidade física entre as pessoas e times e outras situações, que nos tiram da zona de conforto e muitas vezes expõem empresas e equipes a cenários jamais vividos, e nesse momento algumas fraquezas ficam mais latentes ou até mesmo conhecemos fraquezas que jamais pensamos existir.

De forma urgente as empresas precisaram, mandar seus colaboradores para suas casas, trabalhar de home office e nesse momento, as empresas identificaram algumas fraquezas.

Essas fraquezas demonstraram dois grandes pilares básicos que no final do dia garantem a saúde e o negócio de uma empresa: colaboração e qualidade operacional e processos.

As fraquezas vieram a tona de repente, times não estão mais próximos, não está mais tão fácil acessar seu parceiro de equipe ou de trabalho, pois os mesmos não estão mais presencialmente disponíveis para resolver um problema que surge.

Muitas vezes as empresas, não tem uma ferramenta pra fazer gestão fim-a-fim da sua operação, ou até mesmo ferramentas capazes de unir as pessoas em um lugar só, dando visibilidade para que sejam capazes de resolverem ou entenderem o que está acontecendo, afinal agora cada um está na sua casa, tentando explicar ou entender o que aconteceu sobre aquele problema, conversando em um chat ou apenas numa chamada de vídeo com seu parceiro de trabalho.

Alguém se identificou com isso?

Nesse momento não sabemos se é só o começo, o meio ou já estamos próximo do final dessa crise, porém conseguimos tirar aprendizados dessa situação e também das ações que tomamos mediante as necessidades que fomos expostos com urgência. Sabemos que depois da tempestade, vem a bonança, e teremos evoluído como pessoas, profissionais, empresas, sociedade, país e mundo, mas conseguimos adiantar alguns aprendizados nesse exato momento, onde a dor aparece quando não estávamos preparados. E o aprendizado que tiro nesse momento é, que pessoas conectadas e trabalhando dentro de um ambiente colaborativo, conseguem manter e garantir que empresas, negócios e serviços estejam em pleno funcionamento, pois a tecnologia está ao nosso favor e precisamos explorar cada vez mais seu potencial, para que em crises como essa estejamos cada vez mais preparados, firmes e fortes.

Parece óbvio, mas a situação mostra algumas empresas despreparadas para momentos assim, e mesmo as mais preparadas identificam oportunidades de evoluir e melhorar, ou seja, a necessidade de evolução deve ser pauta constante das empresas e seus executivos.

Os Heads, gestores, coordenadores e empresa como um todo precisam pensar no uso da tecnologia com mais afinco, proporcionando que soluções façam o trabalho operacional dos colaboradores e principalmente pensem nessas soluções com o direcionamento para estarem ligadas aos pilares de colaboração e garantia da qualidade operacional, daquilo que entrega para seu cliente interno ou externo.

Por Henrique Brugugnoli

Manager of Software Solutions Office na N&DC Systems Integrator

N&DC Systems IntegrationCOVID-19 – Ambiente colaborativo aliado a qualidade/garantia operacional
Leia Mais

Heróis de TI

Juntos vencendo obstáculos e desafios diários. Não podemos desistir e não vamos. Seguiremos em frente.

Por trás da telemedicina, ferramentas de Home office, instalações de VPN, manutenção de conexões e muito mais … existem heróis de TI. Você pode se conectar e ver esta mensagem graças ao esforço e dedicação dos profissionais de TI. Neste momento, alguns ainda têm que se locomover aos seus locais de trabalho, provedores de serviços, visitar clientes ou colegas da empresa. Para aqueles que heroicamente fazem o suporte das redes: Obrigado! repost @ciscobrasil

N&DC Systems IntegrationHeróis de TI
Leia Mais

Cisco Webex sem custo

Nestes últimos dias com os fatos que vem ocorrendo pelo mundo sobre COVID-19 (doença do coronavírus), muitas empresas têm adotado o sistema de “HomeOffice”, com isso precisam investir em soluções que auxiliam de forma mais eficiente e ágil seus negócios e operações. Uma maneira de atingir esse objetivo é adotar soluções de chamada e colaboração em nuvem. Estamos fornecendo licenças GRATUITAS DE 90 DIAS, com os benefícios da tecnologia que permitem trazer segurança, desempenho, agilidade e recursos que fazem com o que colaborador não fique limitado por estar em outro local que não seja a empresa. Reuniões com até 100 participantes de qualquer lugar e sem restrições de tempo.
A SOLUÇÃO CISCO WEBEX: Inovação comprovada, confiável e produtividade garantida.


Baixe a solução pelo link www.ndc.com.br/solucoes-cisco-trabalho-remoto/  ou fale com a nossa equipe + 55 11 2050-1500  

N&DC Systems IntegrationCisco Webex sem custo
Leia Mais

O QUE PROCURAR EM UM FIREWALL DE PRÓXIMA GERAÇÃO?

Conheça quais são os requisitos necessários para que um NGFW seja eficiente para garantir a proteção dos dados corporativos.

As constantes inovações tecnológicas adotadas pelas empresas têm permitido uma verdadeira revolução de seus modelos de negócios. Elas passaram a utilizar em seu dia a dia ferramentas modernas e dispositivos móveis para executar inúmeras tarefas e funções. Isso tem permitido uma maior mobilidade e agilidade nos processos corporativos, aumentando a produtividade interna de toda equipe. No entanto, assim como a tecnologia pode trazer grandes facilidades para as empresa, ela pode contribuir para o aumento das vulnerabilidades na rede empresarial.

Sendo assim, passou a ser necessário contar com soluções de segurança modernas e robustas para que a empresa seja capaz de garantir a proteção de seus dados. É neste contexto que o Firewall de próxima geração passou a ser fundamental para uma estratégia de segurança de dados ser bem-sucedida. Seus clientes já utilizam essa ferramenta? Sabem quais os requisitos necessários para que ela seja eficiente? Confira o conteúdo a seguir e descubra!

O que é Firewall de próxima geração?

O Next Generation Firewall (NGFW), ou Firewall de próxima geração em português, é um dispositivo de segurança de rede que fornece recursos além de um firewall tradicional, permitindo que empresas bloqueiem ameaças modernas, como malware avançado e ataques na camada de aplicativos. O firewall passou a ser uma peça-chave para a estratégia de segurança organizacional. Entretanto o modelo tradicional dessa ferramenta de proteção passou a ser limitado, não sendo capaz de suportar todas as ameaças atuais.

Os novos desafios de segurança têm exigido que as soluções de firewall fossem aprimoradas com recursos que atendessem às novas necessidades de proteção dos ambientes. Por isso o NGFW surgiu para suprir as demandas atuais de cibersegurança do mercado. Ele representa uma opção avançada e altamente especializada para lidar com ambientes mais complexos. Por isso, destaca-se pelo profundo controle de aplicações, sendo capaz de acessar todas as camadas do tráfego.

Ele é capaz de permitir ou bloquear o tráfego com base no estado, porta e protocolo, além de filtrar o tráfego com base nas regras definidas pelo administrador de rede.

O Next Generation Firewall apresenta funções avançadas, incluindo:

*Sistemas integrados de prevenção de intrusões (IPS);

* Conscientização de identidade – controle de usuário e grupo;

Recursos de firewall padrão, como inspeção com estado;

*Prevenção de intrusão integrada Reconhecimento e controle de aplicativos para bloquear ameaças;

*Fontes de inteligência sobre ameaças;

*Técnicas para lidar com as ameaças à segurança em evolução

O que procurar em um firewall de próxima geração?

Para ser eficiente e garantir a segurança dos dados corporativos contra ciberameaças modernas, o Firewall de Próxima Geração precisa contar com algumas funcionalidades essenciais. Confira quais são elas antes de investir nessa solução:

1. Prevenção de violações e segurança avançada

A função principal desse tipo de Firewall é evitar violações e manter a organização segura. Porém para ser completamente efetivo, o Firewall de Próxima Geração deve ter recursos avançados para ser capaz de detectar rapidamente malwares avançados. Para isso, é necessário buscar por um firewall com os seguintes recursos:

*Prevenção para bloquear os ataques antes que eles invadam o sistema;

*Um IPS de última geração incorporado para detectar ameaças e detê-las rapidamente;

*Filtragem de URL para aplicar políticas de segurança;

*Sandbox integrado e proteção avançada contra malware que analisa continuamente o comportamento dos arquivos para detectar e eliminar ameaças rapidamente;

*Inteligência de ameaças de classe mundial que fornece ao firewall as informações mais recentes para impedir ameaças emergentes.

2. Visibilidade abrangente da rede

A visibilidade de todo o ambiente é indispensável para que o Firewall de próxima geração consiga bloquear todas as possíveis ameaças. Para isso, ele deve conseguir monitorar o que está acontecendo na rede o tempo todo. Portanto, ele deve fornecer uma visão holística da rede, possibilitando que a TI tenha visibilidade sobre tudo que está acontecendo, como:

*As possíveis ameaças das atividades entre usuários, hosts, redes e dispositivos;

*Onde e quando uma ameaça se originou e o que ela está afetando; Aplicativos e sites que estão ativos;

*As comunicações entre máquinas virtuais, transferências de arquivos, entre outras atividades.

3. Gerenciamento e implementação flexíveis

Um NGFW deve ser capaz de atender desde pequenos negócios até grandes corporações.

Para isso, ele precisa oferecer um gerenciamento que se adapte a cada caso de uso. Assim a organização pode contar com a flexibilidade para escolher se irá implementá-lo no local ou na Nuvem, podendo personalizar os recursos de acordo com as suas necessidades.

4. Agilidade na detecção

Atualmente, o tempo padrão para detectar uma ameaça que invade o sistema silenciosamente é entre 100 a 200 dias. Esse tempo precisa ser reduzido para minimizar os prejuízos causados às empresas. Portanto, um firewall de última geração deve ser capaz de:

*Detectar ameaças em questão de segundos;

*Identificar a presença de uma violação bem-sucedida em horas ou minutos;

*Priorizar alertas para que ações de eliminação de ameaças possam ser colocadas em prática;

*Facilitar a implementação de políticas consistentes e fáceis de manter.

5. Automação e integrações de produtos

Para que o Next Generation Firewall seja efetivo, ele precisa ter a capacidade de se integrar ao sistema corporativo. Ele deve se comunicar e trabalhar em conjunto com o restante da arquitetura de segurança, além de permitir a automação de tarefas de segurança como avaliação de impacto, gerenciamento e ajuste de políticas e identificação de usuários.

Agora que você já sabe o que procurar em um firewall de próxima geração é necessário buscar no mercado a melhor opção que se encaixa nas necessidades da empresa. Apenas assim será possível implementar uma ferramenta robusta e inteligente, capaz de realmente proteger os dados corporativos contra as ameaças atuais.

Fonte: Blog Comstor

N&DC Systems IntegrationO QUE PROCURAR EM UM FIREWALL DE PRÓXIMA GERAÇÃO?
Leia Mais

QUAIS OS DESAFIOS DA TI DO FUTURO?

A tecnologia está em constante transformação. Por isso exige que as empresas estejam preparadas para implementar suas inovações com sucesso no ambiente de trabalho.

Com a Transformação Digital, o mercado de TI é um dos que mais apresentam crescimento nos últimos anos. Ele está em constante desenvolvimento, exigindo que as corporações realizem investimentos e adotem novas tecnologias para acompanhar as inovações. Segundo o Gartner, a Inteligência Artificial influenciará mais da metade dos anúncios online que as pessoas veem.

Para 28% dos profissionais de marketing, essa tecnologia, juntamente com o Machine Learning, vai orientar o impacto futuro do setor e 87% das organizações já estão em busca de algum nível de personalização. Além disso, no Brasil, os investimentos no setor de TI chegarão a US$48 bilhões. Novas áreas profissionais estarão em alta, a AI estará no auge, a tecnologia 5G será testada no país e mais uma série de acontecimentos irão se destacar.

Devido às mudanças constantes e o atraso de muitas empresas no processo de adaptação a Transformação Digital, diversos erros e dificuldades serão enfrentados para que seja possível acompanhar toda essa evolução. Um relatório do Gartner sobre riscos emergentes mostra que, embora as empresas continuem investindo em iniciativas digitais, dois terços não apenas não cumprem suas promessas, como também enfrentam problemas em relação a expectativa versus a realidade dos resultados alcançados. Pensando nisso, preparamos este conteúdo para abordar melhor o assunto e mostrar quais serão os desafios da TI do futuro que as empresas precisarão enfrentar para ter sucesso. Continue a leitura deste post para saber mais.

Dificuldades com a Gig Economy

O termo Gig Economy é utilizado para representar um arranjo alternativo de emprego, em que os profissionais passsam a realizar trabalhos temporários ou freelancer, em vez de trabalhar para um empregador fixo. Essa tendência está substituindo o emprego convencional e tem sido impulsionada pelas mudanças provocadas pelas tecnologias.

No entanto, o modelo Gig Economy irá trazer desafios para as empresas que precisarão lidar com lacunas de talentos digitais contratando trabalhadores temporários. Com esse modelo em execução será mais difícil manter os dados sigilosos e sistemas corporativos em segurança. De acordo com o Gartner, o trabalho remoto exigirá maior planejamento e soluções de privacidade e proteção mais reforçadas.

Outro desafio vindo com o Gig Economy é a falta de equipes especializadas trabalhando dedicadamente e integrada aos objetivos da empresa.

As organizações precisarão encontrar um equilíbrio ao lidar com profissionais internos e externos ao mesmo tempo. Proteção e privacidade de dados Outro grande desafio da TI do futuro será relacionado às preocupações com a governança de dados e o cumprimento de requisitos específicos das novas regulamentações de proteção, como a LGPD e a GDPR. Esses regulamentos, assim como novos que irão surgir nos próximos anos, exigem diversos cuidados mais reforçados com a manipulação das informações dos usuários, aplicando penalidades gravíssimas para quem não cumprir as regras.

ROI de novas tecnologias

Para acompanhar as inovações, as empresas precisarão investir em tecnologias avançadas, como a Automação de Processos Robóticos (RPA), que exige inúmeros cuidados e altos investimentos. Não basta que as organizações implementem essas ferramentas modernas por serem tendências, é preciso identificar como elas irão beneficiar os negócios e apoiar o crescimento da organização. Desse modo, será um grande desafio da TI do futuro escolher as soluções tecnológicas certas para investir, além de identificar como elas poderão contribuir para o sucesso dos negócios e trazer um retorno sobre investimento (ROI) positivo para a organização.

Não basta que as organizações implementem essas ferramentas modernas por serem tendências, é preciso identificar como elas irão beneficiar os negócios e apoiar o crescimento da organização. Desse modo, será um grande desafio da TI do futuro escolher as soluções tecnológicas certas para investir, além de identificar como elas poderão contribuir para o sucesso dos negócios e trazer um retorno sobre investimento (ROI) positivo para a organização.

Ciberameaças modernas Assim como o avanço da tecnologia tem contribuído para a inovação das empresas, também está sendo utilizado por cibercriminosos para modernizar as suas ameaças. Muitas tecnologias estão sendo utilizadas de forma mal intencionada por hackers para driblar os sistemas de segurança corporativos e roubar informações sigilosas. Devido a isso, as violações de dados continuarão causando problemas para as empresas, devido a modernização dos ciberataques e também por causa de falhas na segurança da organização e de seus parceiros. Para lidar com esse desafio da TI do futuro será necessário concentrar os esforços corporativos no monitoramento contínuo das novas ameaças à segurança. Problemas com Cloud Computing Muitas organizações realizaram a migração de seus ativos para a Nuvem de forma desordenada.

A falta de planejamento pode levar a problemas que obrigam o recuo dessas corporações. Conforme mais empreendimentos começam a adotar o modelo híbrido, veremos, eventualmente, a tendência de repatriamento da Nuvem acontecer, que é uma consequência de investimentos em migração inadequados. Diversas corporações passarão a perceber que os seus investimentos não estão trazendo resultados e os gastos estão sendo muito superiores do que o previsto. Para evitar esse problema da TI do futuro, será necessário realizar uma efetiva análise dos dados e cargas de trabalho antes de iniciar a migração, a fim de descobrir os custos e os possíveis impactos envolvidos.

As empresas terão de enfrentar inúmeros desafios da TI do futuro. É necessário entender que o processo de Transformação Digital não termina, ele deve ser encarado como contínuo no ambiente interno e receber a devida atenção dos colaboradores. Apenas assim será possível alcançar os resultados esperados. Fonte: Canal Comstor

N&DC Systems IntegrationQUAIS OS DESAFIOS DA TI DO FUTURO?
Leia Mais