Educação remota: 4 dicas para otimizar a colaboração entre alunos e professores

Enquanto milhares de escolas e universidades no Brasil e no exterior se preparam para outro semestre de educação remota, os professores estão lutando para adaptar aulas presenciais para o ensino à distância.

É compreensível que educadores e instituições se sintam sobrecarregados com tantas mudanças acontecendo em tão pouco tempo. No entanto, é preciso entender as diferenças entre ensinar em uma sala de aula de tijolo e argamassa e ensinar em uma sala online.

O ensino na educação remota precisa ser muito mais dinâmico para manter tanto alunos quanto professores engajados. Pensando nisso, separamos 4 dicas de como otimizar a colaboração entre esses dois grupos na sua instituição! Acompanhe:

1.Utilize técnicas de aprendizagem dinâmica

Não há dúvidas sobre os desafios impostos pela educação remota — mas, sem dúvidas, o maior deles é manter os alunos engajados. Apenas reproduzir as técnicas de ensino utilizadas em salas de aula físicas no ambiente virtual não é efetivo. O aluno online deve possuir um papel muito mais ativo na sua própria aprendizagem do que o aluno offline.

Faça com que os alunos voltem a sintonizar-se adotando estratégias de aprendizagem dinâmicas e colaborativas que os estimulem a se envolver com o material e entre si. Estudos têm mostrado que a aprendizagem colaborativa online aumenta o desempenho acadêmico, a retenção de conhecimento e as habilidades interpessoais.

Incluir ferramentas como aplicativos de gravação de tela, salas de reuniões virtuais, documentos colaborativos e sistemas de gerenciamento de aprendizagem podem ser caminhos eficazes para a criação de ambientes de aprendizagem dinâmicos e interativos.

  1. Invista na tecnologia base para a educação remota

Em um ambiente de ensino remoto, a tecnologia é essencial. Afinal, foi justamente a tecnologia que permitiu que a educação remota tomasse forma — agora é ela também que permite que o ensino à distância seja tão eficiente quanto a sua versão presencial.

Aproveitar as ferramentas de tecnologia que ajudam a garantir que os alunos permaneçam concentrados em suas tarefas e atinjam seus objetivos de aprendizagem resultará em alunos mais participativos em sua própria educação.

Do lado dos professores, a tecnologia permite que acompanhem o desempenho em grupo e individual mais de perto, ao mesmo tempo que cria conexões interpessoais para que a falta do contato pessoal seja minimizada.

Além disso, a tecnologia também provou ser uma mão amiga para professores que às vezes têm dificuldade em explicar certas coisas dentro dos limites de uma sala de aula física. Professores experientes em tecnologia são capazes de preparar suas aulas de uma maneira mais estratégica, incluindo diferentes tipos de texto, modelos de atividades e controles interativos para os alunos.

Veja mais >> A LGPD e as instituições de ensino

  1. Aposte na educação remota interativa

A tecnologia dá aos professores a capacidade de envolver todos os alunos na aprendizagem interativa, para que possam treinar seu pensamento crítico e resolução de problemas. E, melhor ainda, isso pode funcionar em todas as disciplinas em um ambiente trans curricular.

Essa é uma maneira importante de tornar o aprendizado mais envolvente, especialmente no ambiente de ensino à distância, onde as atividades rotineiras podem ser fáceis, mas deixar os alunos desinteressados.

Ao desenvolver diferentes atividades, integrar tecnologias e criar uma variedade de oportunidades de avaliação, a interação online incentiva o envolvimento dos alunos e ajuda na retenção de conhecimento.

Os fóruns de discussão têm sido muito usados ​​na construção do processo de aprendizagem na educação remota. Por meio deles, os alunos podem conduzir as conversas com mais flexibilidade e compartilhar insights com uma reflexão aprofundada dos conhecimentos e habilidades adquiridos.

Outras atividades de interação comumente usadas são gincanas temáticas, viagens de campo virtuais a locais clínicos / museus / zoológicos, vídeos interativos (questionário em vídeo) e palestras guiadas por perguntas etc.

  1. Obtenha feedback e analise dados

Outro dos grandes benefícios da educação remota é a quantidade de dados gerada. Assim como empresas e indústrias no mercado, sua instituição de ensino pode usar o poder dos dados para melhorar as técnicas de aprendizagem e reter alunos.

Sua empresa de ensino online provavelmente ainda não está toda formada — este é um trabalho ainda em andamento, que deve depender também do que seus alunos têm a dizer. Professores e instituições devem definir formas de coletar dados sobre as aulas, analisar as informações e extrair insight acionáveis a partir delas, para que se transformem em melhorias efetivas na sala de aula virtual.

Por isso, o primeiro passo, é mostrar aos alunos que a opinião deles importa e que eles podem se sentir à vontade para expressá-la. É preciso garantir que os alunos se sintam confortáveis com a tecnologia utilizada na sala de aula virtual e que não haja problemas técnicos na conexão entre alunos e professores.

Além disso, os alunos também devem ter um espaço para opinar sobre os métodos de ensino de cada professor e o que acham que pode melhorar. Ao sentir que suas vozes são ouvidas, os alunos estarão muito mais propensos também a escutarem eles mesmos.

A mudança repentina em direção ao aprendizado remoto não foi fácil, mas as técnicas de aprendizado colaborativo podem ajudar os alunos a se sentirem envolvidos e engajados, mesmo por meio de uma tela de computador.

A aprendizagem colaborativa online não acontece espontaneamente. Requer um planejamento cuidadoso e as ferramentas certas para tornar a participação fácil e simples. Procure um parceiro que te ajude a desenvolver fluxos projetados para envolver mais os alunos, mesmo a milhares de quilômetros de distância.

Gostou do nosso artigo? Continue aprendendo e veja também as soluções para ensinar em um mundo cada dia mais digital!

N&DC Systems IntegrationEducação remota: 4 dicas para otimizar a colaboração entre alunos e professores

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu aceito a Política de Privacidade